AMM prepara medidas para ajudar municípios missioneiros atingidos pelas fortes chuvas

0
140

Na região das Missões, Noroeste do Rio Grande do Sul, vários municípios sofrem prejuízos por causa das chuvas intensas e temporais, que assolam o Estado desde a última semana. Roque Gonzales, São Borja, Santo Ângelo e São Miguel das Missões decretaram situação de emergência. Mas é grave os danos sofridos pela maioria dos 26 municípios da região, tanto na área rural quanto urbana.

Muitos gestores tiveram que suspender o transporte escolar devido à situação precária das estradas, que estão com bueiros entupidos de terra e galhos. Além disso, são inúmeras as pessoas que precisaram deixar suas casas, invadidas pelas cheias. Outra questão é a redução drástica da produção, pois a água cobriu pastagens e milho safrinha em diversas localidades.

De acordo com o presidente da Associação dos Municípios das Missões, Brasil Antonio Sartori, de Entre-Ijuís, outro município bastante afetado com o excesso de águas, até a próxima sexta-feira (2/6) ele estará mantendo contato com os prefeitos da região, especialmente das cidades mais atingidas pelas cheias, e também com a Defesa Civil, para organizar as medidas que podem ser tomadas pela AMM, junto às autoridades estaduais. “Estou retornando hoje de Porto Alegre, onde estive cumprindo várias agendas. Entre elas, uma audiência com o secretário de Transportes e Mobilidade, Pedro Westphalen, para tratar dos municípios sem acesso asfáltico, Pirapó e Garruchos, que se encontram em condições ainda mais intrafegáveis, por causa das chuvas”, explicou Sartori ao enfatizar: “vamos conversar com os prefeitos, buscarmos alternativas conjuntas e imediatas para amenizar os danos causados pelas chuvas, que afetam diretamente a comunidade missioneira”, concluiu o dirigente da Associação dos Municípios das Missões.