Após atuação do Novo, projeto que burocratizava entrega de mercadorias é barrado na Assembleia do RS

Foi derrubado, nesta terça-feira (24/09), o projeto que criava novas burocracias à entrega de bens e serviços no Rio Grande do Sul. Por um placar de 23 a 22, a Assembleia Legislativa rejeitou a proposta de autoria do deputado estadual Pedro Pereira (PSDB). Contrária à iniciativa, a bancada do Partido Novo teve atuação importante para barrar o Projeto 445/2011.

Líder da bancada do Partido Novo, o deputado estadual Fábio Ostermann vem criticando a proposta desde sua apreciação na Comissão de Economia. “É um projeto bem intencionado, mas que na prática obstrui o mercado e invabilizaria especialmente os pequenos empreendedores. O Rio Grande do Sul é um dos estados que mais expulsa empresas e empregos. Precisamos parar de pensar soluções mirabolantes que só atrapalham a vida de quem quer gerar emprego aqui”, critica Ostermann.

De acordo com a proposta, fornecedores deveriam entregar por escrito documento com a data e o turno de entrega de mercadorias ou prestação de serviços, entre outras informações. Para o deputado estadual Giuseppe Riesgo (Novo), a criação de novas regras não garante a melhoria dos serviços. “Isso se resolve com ampla concorrência e menos regulamentação. Com menos burocracia, teremos mais empresas oferecendo serviços melhores e, assim, o Estado vai para frente”, defende Riesgo.

Fonte: Assembleia Legislativa do RS