Defesa Civil envia ajuda a municípios atingidos por granizo em diferentes regiões do RS

Pelo menos 8 mil pessoas foram afetadas pelas chuvas intensas e queda de granizo ocorridas no Estado na quinta-feira (17/10). Lagoa Vermelha, Itapuca e Soledade foram os municípios mais atingidos. Uma ação conjunta de duas Coordenadorias Regionais de Defesa Civil distribuiu 4.800 metros quadrados de lonas para 700 famílias, ainda durante a madrugada.

Em Lagoa Vermelha, 11 bairros e aproximadamente 1.500 residências foram atingidas por granizo, afetando 6.300 pessoas. Na manhã de sexta-feira (18/10), 126 pessoas permaneciam em abrigos disponibilizados pela prefeitura e 714 desalojadas estavam na casa de amigos ou parentes.

Em Itapuca, aproximadamente 160 residências foram atingidas pelo granizo. Uma equipe da Coordenadoria Regional está na cidade auxiliando moradores e autoridades locais.

No município de Soledade, cerca de 60 casas e 15 galpões foram danificados. A Defesa Civil do Estado entregou 1.800 lonas aos moradores atingidos.

Na região sul do Estado, em Rio Grande, cinco famílias tiveram as residências parcialmente destelhadas e quatro estão desalojadas. A Defesa Civil enviou lonas e presta apoio aos moradores.

No Litoral, em Maquiné, foram registrados 50 milímetros de chuva em 24 horas, deixando localidades isoladas em função de alagamentos. As nove Coordenadorias Regionais de Defesa Civil do Estado permanecem em alerta, acompanhando a evolução do evento climático.

Situação dos rios

O rio Ibirapuitã, em Alegrete, está 9,40 metros acima do nível normal. A tendência é que o rio siga em elevação ao longo do dia e atinja a cota de inundação de 9,7 metros na tarde de sexta-feira (18/10). O rio Caí, em Montenegro, está em situação de alerta em função da elevação das águas em alguns pontos.

Texto: Ana Paola Dala Barba/Ascom Defesa Civil
Edição: Secom

Fonte: Portal do Estado do Rio Grande do Sul