Melhor local para construção da ponte internacional é Porto Xavier, afirmam ministro dos Transportes e diretor do Dnit

Declaração foi durante audiência com a bancada federal gaúcha, que contou com representação da AMM

0
195
views

Embora ainda não seja uma definição oficial, o diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Valter Casimiro, e o ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa, disseram, com todas as letras, que de acordo com o Estudo de Viablidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA), economicamente Porto Xavier é o local mais adequado para construção da ponte internacional entre Brasil e Argentina.

Afirmação que foi ratificada pelo senador Lasier Martins, durante audiência pública realizada em Brasília na tarde de terça-feira (14), no gabinete do ministro, que reuniu mais de 100 participantes. “Na parte de construção, foi identificado no EVTEA que a ponte em Porto Xavier seria mais viável e mais barata para o governo. Issso, contando não apenas a questão da locação, mas também os acessos necessários para fazer a ligação a esta ponte”, destacou o diretor-geral do Dnit, Valter Casimiro.

De acordo com o ministro, não há disponibilidade no orçamento da União de recursos previstos para construção das pontes (Porto Xavier/San Javier, Porto Mauá/Alba Posse e Itaqui/Alvear). A proposta, é fazer uma concessão da ponte de Uruguaiana para que seja viabilziada a construção de uma das três pontes.

Presidente da Associação dos Municípios das Missões (AMM), Brasil Antonio Sartori explicou que, como o estudo apontou incapacidade técnica financeira, o ministro Quintella determinou que o Dnit faça um estudo financeiro detectando se o Brasil pode bancar com verba pública. “O prazo deste resultado ficou estabelecido em seis meses e, na minha percepção, das três pontes, saio convicto de que a primeira a ser construída será em Porto Xavier”, Frizou Sartori, que é prefeito de Entre-Ijuís.

Próxima etapa
O dirigente da AMM ressaltou que na reunião da região das Missões com autoridades argentinas, prevista para o próximo dia 31 de março, estará presente uma comissão da AMM composta por integrantes do poder público e iniciativa privada. “O ministro dos Transportes sinalizou que o governo argentino não tem a ponte internacional entre as prioridades. Vamos dialogar a respeito com os intendentes e demais autoridades da Argentina”, evidenciou Sartori.

Prefeito de Porto Xavier, Vilmar Kaiser reiterou a satisfação com o resultado da audiência. “Para mim está claro: técnica e economicamente, Porto Xavier é o local mais indicado para receber a ponte. Com o apoio do presidente da AMM, que abraçou esta luta, dos empresários e de toda a população missioneira, que há mais de 50 anos vêm lutando e acreditando na ponte Porto Xavier/San Javier, muito em breve teremos uma resposta oficial e positiva do governo federal”, incentivou Kaiser ao lembrar que o diretor do Dnit, Valter Casemiro, colocou o EVTEA ao dispor para quem tivesse dúvidas quanto às características que comprovam porque Porto Xavier tem mais condições técnicas e econômicas para construção deste empreendimento.

Turismo
Com o mesmo entusiasmo, o diretor do Detur/Funmissões, Ricardo Klein, que é prefeito de São Nicolau, contextualizou que também para o desenvolvimento do turismo será de suma importância a instalação da ponte na região das Missões. “Temos a Ruta Jesuítica da Sudamérica, envolvendo Brasil, Argentina, Paraguai, Uruguai e Bolívia, o Caminho Internacional das Missões, atrativos turísticos nos 26 municípios missioneiros, que serão fortalecidos com a vinda de mais investidores e visitantes para a região”, acrescentou Klein.

A audiência pública foi agendada pelo deputado federal Jerônimo Goerguen e reuniu mais de 100 participantes. Senadores, deputados federais e estaduais, prefeitos, vice-prefeitos, imprensa e outras lideranças estaduais e federais. Representaram a AMM, o dirigente da Associação e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori, o diretor do Detur e prefeito de São Nicolau, Ricardo Klein e o prefeito de Porto Xavier, Vilmar Kaiser, que entregaram ao ministro Quintella uma cópia do estudo técnico da região das Missões, da carta pró-ponte Porto Xavier San Javier, assinada por autoridades brasileiras e argentinas, entre outros documentos formalizados em ofício da Associação dos Municípios das Missões.

No decorrer do dia, os prefeitos missioneiros estiveram na Câmara dos Deputados e no Senado Federal, em busca de apoio para os pleitos da região das Missões. A recuperação, duplicação e concessão da BR 386, integrou a pauta da audiência pública em Brasília.

 

Karin Schmidt
Jornalista Mtb 15378
Assessora de Imprensa AMM