Segurança e infraestrutura integraram debates em reunião da AMM

Efetivo da Brigada Militar, ligações asfálticas e outros pleitos missioneiros permearam assembleia em Bossoroca

0
148

Quem esteve na assembleia mensal da Associação dos Municípios das Missões (AMM) e Fundação dos Municípios das Missões (Funmissões), que ocorreu em Bossoroca na última sexta-feira (24), pode acompanhar os relevantes assuntos que pautaram o encontro. Os convidados foram muito bem recepcionados pelo prefeito anfitrião, José Moacir Fabrício Dutra (PP), equipe da administração municipal e comunidade local. “É motivo de imensa satisfação recebermos em nosso município prefeitos, primeiras-damas, vereadores, deputados estaduais, imprensa e demais participantes, neste encontro que trata de alternativas para as demandas dos 26 municípios das Missões”, alegrou-se Dutra.

Preocupação com a segurança da população da região, foi um dos temas em destaque na reunião. Conforme levantamento que está sendo feito pela AMM junto aos prefeitos, a maioria dos municípios missioneiros está enfrentando sérios problemas devido a falta do efetivo da Brigada Militar. “Estamos ouvindo todos os chefes do Executivo para que possamos formalizar documento da Associação ao governador do RS reivindicando soluções urgentes, pois se trata da vida da nossa população”, alertou o dirigente da AMM e prefeito de Entre-Ijuís, Brasil Antonio Sartori (PP).

À espera do progresso
Outro gargalo da AMM é a infraestrutura logística, fundamental para o desenvolvimento econômico e social. Por isso, a Associação segue mobilizada na luta pela pavimentação asfáltica nos acessos aos municípios de Garruchos, que, tão sonhado pelos moradores há mais de 40 anos, é considerado o maior trecho em todo o estado do RS, pois são 60 quilômetros de estrada de chão, em condições extremamente precárias; Pirapó, há mais de 20 anos o asfalto é aguardado pela população, o percurso de chão batido também é péssimo; de igual maneira o município de Ubiretama, cujas obras estão paradas.

Já em Rolador, os serviços estão lentos, mas em andamento. Dos cinco municípios missioneiros sem acesso asfaltado, Eugênio de de Castro é o único onde estão sendo finalizados os trabalhos.

Na avaliação dos prefeitos de Garruchos, João Carlos Scotto (PP), e de Pirapó, Auri Kochhann (PMDB), a articulação política da AMM e a união dos prefeitos missioneiros, estão entre as perspectivas de que este sonho saia do papel e se torne realidade. “Vamos manter contato com o secretário estadual de Transportes, Pedro Westphalen. Assim como seguiremos pedindo o engajamento da bancada gaúcha na Assembleia Legislativa, em especial ao deputado Eduardo Loureiro (PDT), e deputada Zilá Breitenbach (PSDB), que participaram de nossa de nossa reunião em Bossoroca”, assegurou Brasil Antonio Sartori.

Outro temas regionais integraram os debates da assembleia mensal da AMM, que  contou com as orientações do consultor jurídico da Associação, Gladimir Chiele. Também prestigiaram o evento os prefeitos de Pantano Grande, Cassio Nunes Soares e de Rio dos Índios, Salmo Dias de Oliveira, ambos candidatos à presidência da Famurs.